Imagem Destacada_Casa_da_Mãe_Joana

A expressão “casa da mãe Joana” alude a lugar em que se pode fazer de tudo, onde ninguém manda. A mulher que deu nome à tal casa viveu no século XIV. Era uma condessa de província e rainha de Nápoles. Ela regulamentou os bordéis da cidade de Avignon onde viviam os refugiados. Uma das normas desses lugares era a de manter as portas abertas, para que todos pudessem entrar. Logo o sinônimo de “casa da mãe Joana” era a de prostíbulos onde imperavam a bagunça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *